segunda-feira, 7 de março de 2011

Eu sei que todas as horas do dia são um tormento. Quando você vai fazer compras e passa pela parte masculina e por um impulso olha aquelas cuecas engraçadas que você sabe que ele gosta e um bipe na sua memória te lembra que não, você não tem mais ele. E aquele pastel de goiabada que te fazem lembrar que ele comeria dois se não estivesse com fome, e você lembra que não pode ter mais fome dele. E quando toca seu telefone é logo ele que você imagina, e você decide que vai cortar ligações com ele, vai ser melhor. Mesmo com todas essas lembranças você sabe que não deve. Você não deve insistir, insistiram demais e nunca deram certo. Ai você pensa: 'era tão bom saber que eu tinha você e você me tinha'. Era, realmente era tão bom. Mas isso passa, pode acreditar que passa. Uma hora tudo isso passa. Essa vontade de fugir, se esconder ou achar que vai morrer de tanto chorar. Essa vontade de olhar as fotos de vocês escondida naquela pasta de trabalhos da faculdade, que você deixou bem escondidinha, um dia você realmente esquece de olhar. Essa sensação de que não vai aguentar encontrar com ele e outra, você acaba descobrindo que aguenta, aguenta sim. A sensação de que todos te acham uma idiota por ainda se preocupar com ele, de falar com ele todos os dias como antes, também passa. Essa vontade de largar tudo e correr atrás dele esquecendo tudo que ele fez, um dia passa. E todo esse amor um dia também passa. Acredite, acredite que um dia passa, porque vai passar.

Um comentário:

  1. De quem vc fala tanto? Ainda é aquele "cara"?

    Feliz nosso dia!

    Bjus!!

    ResponderExcluir